O piso vinílico tem sido procurado por muitos nesses últimos tempos, na hora de fazer uma reforma, por ser de fácil instalação e possuir muitas vantagens, ele é o queridinho do público que ama uma praticidade. Seu preço é um fator considerado, já que chega a ser acessível para muitos bolsos.

As pessoas têm mais opções na hora de escolher o seu modelo, tendo em vista a sua grande variedade de estilos e cores, influenciando o comprador a não pensar duas vezes na hora de ir às compras.

É muito comum que os consumidores se dirijam até fontes na ‘internet’ na busca de sanar suas dúvidas referente a este piso. Afinal, do que ele é feito? Este piso suporta água? Onde pode ser instalado? São as questões mais frequentes.

Antes de começar, vamos te apresentar quais são os benefícios de adotar essa opção para o seu ambiente. Começando pelo material, saiba que ele é feito de componentes reciclados, muito resistente, que não absorvem poeira, sem contar que são antialérgicos.

Apresenta bom custo benefício, oferece conforto térmico — o que é um grande diferencial para quem está acostumado com a dinâmica dos pisos frios.

Para quem mora em apartamentos e não gosta de incomodar oz vizinhos com o barulho de ‘tec tec’ dos calçados, os vinílicos apresentam proteção acústica, ou seja, o som acaba sendo inibido ao caminhar por ele.

Tratando-se de limpeza: os pisos desse tipo são fáceis de serem limpos, não sendo necessário o uso de cera e outros produtos. Ótimo, não é mesmo?

Estamos quase te convencendo de adquiri-lo? Então continue conosco para conhecer os seus modelos e saber se ele é realmente resiste a água.

Os modelos disponíveis no mercado?

Independente das suas texturas e cores, os pisos vinílicos mantém a sua proposta de serem bem versáteis e confortáveis, mas é válido saber que existem diferentes modelos, sendo cada um apto para um determinado ambiente.

Por exemplo, o modelo de “manta” não possui restrições quando se trata de ser instalado sobre um piso já existente — mas devem seguir as instruções sobre serem instalados em superfícies sem irregularidades e secas. É uma boa opção para ser colocado em quartos de crianças.

Vinílico em placas? É caracterizado por ser fino, porém mais rígido. Caso tenha escolhido este modelo, saiba que sua manutenção é prática, ou seja, se porventura ocorra algum problema na sua composição, o seu conserto é fácil.

Já o vinílico colado, como o próprio nome diz, necessita do uso de colas para que seja fixo no local. Sua manutenção é simples, apresenta grande durabilidade, sem contar o acabamento sofisticado.

Por último, mas não menos importante: o de réguas encaixadas, ou mais conhecido como “clique”, onde é dispensado o uso de colas. Também é considerado muito resistente e pode ser reutilizado.

Pisos laminados e os líquidos

SIM, o piso vinílico não vai estragar caso caia algumas gotas de água sobre ele, porém, caso aconteça com muita frequência, pode acontecer de comprometer o seu material (ocasionando mofos, por exemplo).

Já existem modelos no mercado que são definidos como a prova d’água, esse sim oferecem uma melhor estrutura para receber umidade, e são nesses que o consumidor deve confiar, ficando sempre atentos às instruções.

Conseguimos esclarecer suas dúvidas?